Concurso avalia mais de 600 amostras de produtores de gin, cachaça e vinhos do Brasil

 

Concurso avalia mais de 600 amostras de produtores de gin, cachaça e vinhos do Brasil


Participam vinhos de novas regiões como Rio, Minas Gerais, Pernambuco, São Paulo, Paraná e Santa Catarina, além do Rio Grande do Sul * Entre os destilados, recorde de inscrições de gin * A categoria cachaça tem amostras de todos os estados brasileiros


 

O Concurso de Vinhos e Destilados do Brasil, que completa 20 anos em 2021, celebra suas duas décadas com recorde de amostras inscritas e consolida seu posicionamento como painel de tendências do comportamento de consumo e de produção no setor de bebidas no país.

As mais de 600 amostras inscritas serão avaliadas entre os dias 30 de agosto e 1 de setembro, em Atibaia (SP), por um júri formado por 30 especialistas nacionais e internacionais (jornalistas especializados, enólogos e compradores).

Entre os vinhos inscritos, destaque para produtos de regiões como Rio de Janeiro, Minas Gerais, Pernambuco, São Paulo, Paraná e Santa Catarina, além dos tradicionais polos produtores, como a Serra Gaúcha e a Campanha, no Rio Grande do Sul.

“Recebemos vinhos de novas regiões produtoras, de vinícolas de pequeno, médio e grande porte. Isso mostra a confiança dos produtores em nossos critérios de avaliação, para que eles tenham um real posicionamento de seus vinhos perante o mercado”, destaca Zoraida Lobato, organizadora do CVDB, único concurso de vinhos e destilados exclusivo para produtos produzidos no Brasil.

Ela traz outro dado importante: entre os destilados, recorde de inscrições de gin. Em comparação com o concurso do ano passado, o número de amostras de gin cresceu 35%. Zoraida reforça que o número é um reflexo de uma tendência no setor, e mostra que o produtor brasileiro está atento às demandas dos consumidores.

A cachaça, principal destilado nacional, também registrou aumento nas inscrições do CVDB: há inscritos de grande parte dos estados brasileiros, e o crescimento foi de 25% em relação à edição de 2020. “Isso mostra que o Brasil está redescobrindo a cachaça como uma bebida de qualidade e com uma cultura bem brasileira que a sustenta”, resume Zoraida Lobato.

Escolhidos por sua experiência e conhecimento, e reconhecidos nacional e internacionalmente, os jurados irão avaliar as amostras às cegas e conferir as medalhas Grande Ouro, Ouro e Prata a apenas 30% dos produtos participantes. A divulgação dos resultados está prevista para a segunda quinzena de setembro.

A coordenação e a presidência do júri do concurso estão a cargo do jornalista Eduardo Viotti, jurado internacional das principais provas do mundo. É autor de importante obra literária sobre vinhos, com mais de 500 mil livros impressos e vendidos, impactando mais de 1 milhão de leitores: ‘O Mundo do Vinho’, coleção de 16 livros veiculada pelo jornal Folha de S. Paulo. Viotti também é curador dos congressos das feiras WINE TRADE FAIR E CACHAÇA TRADE FAIR, e editor da primeira e mais importante revista especializada em vinhos e destilados no Brasil, a VINHO MAGAZINE.

O Concurso de Vinhos e Destilados do Brasil conta com o apoio da SPVINHO, IBRAC (Instituto Brasileiro da Cachaça), SINDBEBIDAS (Sindicato das Indústrias de Cerveja e Bebidas em Geral do Estado de Minas Gerais), VINHO MAGAZINE e SPIRITS MAGAZINE.

Concurso de Vinhos e Destilados do Brasil 2021

www.vinhosedestiladosdobrasil.com.br | @concursovdbrasil

 


Conheça alguns dos jurados do CVDB:

– João Almeida: jornalista, sommelier e analista sensorial de cachaça. Coautor do livro “Os Segredos da Cachaça”. Criador e editor do blog Brasil no copo, especializado em cachaça. Cocriador do primeiro congresso online sobre cachaça, a Concachaça. Cofundador da Escola da Cachaça, uma mantenedora de cursos online, que tem em sua grade o curso “Escola da Cachaça”, que ensina a arte de apreciar Cachaça.

– Marine Dal’osto: enóloga, pesquisadora, foi coordenadora de qualidade da Vinícola Salton e responsável técnica na EPAMIG. Professora de enologia do Curso Superior de Vinicultura e enologia IFPS Campus São Roque desde 2014. Mestre em ciências e tecnologia de alimentos com ênfase em maceração e composição fenólica. Doutora em ciências e tecnologia de alimentos com ênfase em aromas e composição fenólica. Mestre cachaceira em 2019.

– Léo Albertino: sommelier. Formado em Enogastronomia e em Harmonização Enogastronômica pelo Senac. Sommelier Internacional pela FISAR (Federação Italiana de Sommeliers e Restaurantes). Juiz de Vinhos pela IWTO (International Wine Tasters Organization). Certificado pela Universidade de Caxias do Sul na D.O.V.V – Denominação de Origem Vale dos Vinhedos. Criador de conteúdo do canal Vinho na Pauta com mais de 39 mil seguidores. Sommelier da vaivinho.com.br.

– Rodrigo Sepulveda: sommelier profissional formado pela Associação Brasileira de Sommeliers de São Paulo, filiada a ASI (França). Formado em Administração de Bares pela Associação Brasileira de Barman, filiada a (IBA) Londres. Gestor de alimentos e bebidas com mais de 20 anos de experiência no Mercado Gastronômico. Como chefe de bar assinou os cardápios do Nonno Rugero, do grupo Fasano, e L’entrecote de Olivier Anquier. Foi jurado de Análise Sensorial de Destilados de edições anteriores do Concurso Vinhos e Destilados do Brasil.

– Paulo Greca: jornalista especializado em gastronomia e turismo. Colunista no Portal da Rede Bandeirantes de Televisão. Colunista nas Revistas: Dropsmag, Brasil Travel News e Cool Magazine. Autor de matérias sobre gastronomia. Jurado de concursos internacionais de bebida.

– Renato Frascino: consultor e curador de concursos de bebidas. Especialista em cachaças, vinhos e água. Autor de livros e colaborador de importantes revistas de gastronomia e bebidas, como a Vinho Magazine e a Spirits Magazine.

– Jairo Martins: autor, consultor, professor e conferencista internacional, com foco em destilados e ênfase em cachaça. Membro da Câmara Setorial da Cachaça, do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (MAPA), do IBRAC – Instituto Brasileiro da Cachaça. Autor dos livros: Cachaça – o mais brasileiro dos prazeres; Caipirinha – cor, aroma e sabor do Brasil; Cachaça – história, gastronomia e turismo.

– Maria Paula Castro: sommelier. Educadora e sommelière em vinhos. Especialista em vinhos portugueses, franceses e enografia do Brasil. Diretora Sommelier School Rio de Janeiro. Jurada de concursos de vinhos. Colaboradora em blogs de vinhos.

– Celso Masson: jornalista, winemaker e crítico de vinhos há 12 anos. Foi subeditor de Veja, redator-chefe de AnaMaria, editor-executivo dos telejornais SBT Brasil e Jornal do SBT e diretor de Época São Paulo. Atualmente, como diretor de núcleo da Editora Três, responde pelas marcas IstoÉ Dinheiro, Dinheiro Rural e Motor Show. É autor do blog Degustando Vinhos, publicado no portal da IstoÉ Dinheiro.

– Bruno Videira: consultor e sommelier, fundador do Movimento Viva Cachaça. Tem uma formação multidisciplinar. Pesquisador na História e Antropologia Social da USP. Sommelier de Cachaça. Mestre Alambiqueiro. Analista Sensorial. Master Blender. Pós-graduando em Tecnologia de Cachaça de Alambique – UFLA. Advogado e professor, com atuação em advocacy.

– Leandro Dias: fundador da Escola da Cachaça. Coautor do best seller: Os segredos da Cachaça.

– Marcos Vian: enólogo.


                                                     

                                                     CH2A Comunicação | @ch2acomunicação

Direção: Alessandra Casolato – alessandra.casolato@ch2a.com.br

Coordenação: Magaly Corgosinhocoordenadoria@ch2a.com.br

Telefone * WhatsApp: +55 (11) 9 9239.0569 /9 7641.7472

 

Deixe um Comentário